Women’s March

Oláááááááááááááá

Ontem foi um dia que ficará marcado na vida de muitas pessoas espalhadas pelo mundo, menos no Brasil, é claro.

Ontem foi o dia que aconteceu a Marcha das mulheres em várias cidades dos Estados Unidos, Canadá, Europa, Oceania, África, Ásia e alguns países da América do Sul. Em algumas redes informaram também a participação de alguns americanos no Rio de Janeiro, Ipanema, mas um número muito pequeno de participantes.

Só para variar um pouco, vi diversos comentários agressivos sobre essa marcha no twitter, e também vi muitas redes de notícias, prefiro não citar as fontes, passando as informações de forma equivocada. Como assim, que forma equivocada? Aquela bela confusão entre feminismo e feminazis, lembram? Eu já falei sobre isso em outro post e não vou ficar repetindo aqui. E a manifestação não foi somente sobre o feminismo.

A marcha das mulheres foi sim uma marcha contra o atual presidente Norte Americano Donald Trump. A ideia surgiu de um grupo de jovens que não acreditava que um candidato que tinha sido acusado de assédio sexual por várias mulheres e feito comentários pejorativos sobre o sexo feminino tivesse vencido as eleições em novembro.

Donald deixou claro ter preconceitos contra homossexuais, imigrantes, negros e mulheres, fazendo criticas bem ofensivas sobre os mesmos

A marcha teve como objetivo principal a união de mulheres, homossexuais, negros, imigrantes, pedindo nas ruas os seus direitos de igualdade. E deixar bem claro a insatisfação com o atual presidente.

Foi um dia lindo, um dia rosa, um dia onde, em todos os lugares, ocorreram uma manifestações pacíficas, visando o seu objetivo.

Eu apoiei e apoio a causa, porque o que acontece nos Estados Unidos afeta diretamente o mundo todo, então é legal que todos se manifestem e protestem de forma pacífica, ainda mais quando se trata de um assunto bem interessante e muito relevante.

Infelizmente o brasileiro quando vai para a rua atrás dos seus direitos, exagera. Depredam patrimônios públicos, sujam as ruas, fazem baderna e isso não é um protesto pacífico. Na época em que deram o golpe na Dilma (FOI GOLPE SIM, minha opinião, se acha o contrário respeito), não teve uma manifestação sem dor de cabeça onde não tiveram confrontos com a polícia, e além disso tudo, foram manifestações partidárias. Totalmente diferente do que aconteceu no mundo ontem.

Amo o meu país, mas lamento dizer que está ficando inviável viver aqui. Se eu pudesse, se tivesse uma oportunidade, não pensaria duas vezes em sair daqui, porque pelo que vejo, a tendência é piorar cada dia mais.

Aí que começam os comentários raivosos:

– Se não está satisfeita, some daqui…

– Pegue suas coisas e junte-se a eles…

– Mimimi você não sabe do que se trata o feminismo…

– Você é uma burra, ignorante que não sabe o que fala. Vai caçar um tanque de roupa para lavar. 

Antes as críticas me deixariam totalmente irritada, hoje eu as ignoro. É o que é necessário fazer para continuar vivendo.

Uma dica para quem quiser julgar, criticar ou seja lá o que for. Antes de qualquer coisa, entrem em sites de notícias internacionais, principalmente os Americanos e Canadenses. Lá vocês vão encontrar as informações corretas sobre a Marcha. Não usem como base somente o que a mídia brasileira mostra para vocês. Se tiverem curiosidade, sigam os perfis responsáveis pelo ato nas redes sociais. Conhecer o movimento, antes de criticar, é muito importante.

Até a próxima!

ISSO FOI LINDO!!!!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: